NOVAS ESTRUTURAS PEDAGÓGICAS

Quando pensamos em estruturas, logo nos remete a ideia de espaços, organização, funcionamento pratico de um lugar. Mas estrutura pedagógica, nos traz uma ideia bem mais ampla, de projeto politico pedagógico, recursos, espaços, infraestrutura… mas será que só se restringe a essas questões?

post_01

Eu creio que uma estrutura pedagógica adequada as novas gerações, vai muito além destas simples questões. Não que elas não sejam necessárias, lógico que são! Mas conhecendo o perfil característico das crianças e jovens de agora, sinto que é preciso pensar em aspectos muito mais profundos, com um olhar sensível e ao mesmo tempo dinâmico. Acolhendo tudo e todos os envolvidos no processo de desenvolvimento, como já expressei aqui em postagens anteriores, o desenvolvimento não se restringe ao cognitivo, capacidades e habilidades psicomotoras, ele é muito mais complexo. Envolve uma série de outros aspectos que ainda são ignorados pelas instituições de ensino e por educadores, mesmo aquelas instituições que se consideram (e de uma certa forma são) inovadoras.

É preciso ter cuidado e atenção com os rótulos “inovadores”, pois há instituições antigas em nossa sociedade, que veem vendo “gato por lebre”. Mas que seguem funcionando de forma tecnicista, hierárquica, dentro de um modelo que sabemos que está falido e obsoleto. Inovação não é apenas acrescentar na metodologia, a prática de trabalhar com projetos de estudos, cultivar uma horta na escola, levantar a bandeira de proposta pedagógica construtivista, sócio-interacionista, Piagetiana e por aí vai. post_02Pois concordo com o professor José Pacheco, quando diz em suas palestras, que uma instituição que segue dando aulas, avaliação quantitativa (por notas e conceitos), provas, tempo limitado de intervalo (recreio), reprodução de ideias e teorias, não oferecendo assistência pedagógica aos professores e pais de modo contínuo, não abrindo espaços para a construção pedagógica coletiva com participação ativa de toda a comunidade escolar  (alunos, pais, professores e educadores), não trabalhando a autonomia dos educandos, a construção do conhecimento por ele mesmo, enfim, não está fazendo nada de tão novo, apenas melhorando o que já existe.

Uma nova escola, uma nova estrutura, levará em consideração a formação integral do ser humano, não só das crianças e jovens, mas também dispor de atenção, orientação e suporte aos adultos envolvidos neste processo educacional, que são os professores e educadores  no sentido de prepara-los para trabalhar com essa nova geração, proporcionando a eles um conhecimento de quem são e como funcionam as crianças e jovens de agora, as possibilidades pedagógicas adequadas para trabalhar os conteúdos exigidos pelo MEC, sendo  assim de forma interdisciplinar, oferecer formação específica à estes profissionais para que eles estejam capacitados a agir de forma que possibilitem aos alunos se expressarem, se mostrarem, principalmente as crianças mais pequenas (da Ed.Infantil). Um profissional que seja autoridade sem ser autoritário, que seja sensível, amoroso, afetuoso em suas práticas e condução dessa mediação pedagógica. Sendo um exemplo para os pupilos, lembrando que não ensinamos o que falamos, ensinamos o que fazemos! O como fazemos (o agir).

Aos pais, familiares ou/e responsáveis pelas crianças, uma orientação no sentido de apoio, proporcionando momentos de esclarecimentos coletivo e individual, acolhendo as dúvidas e angustias. Da mesma forma trazendo à discussão sobre as crianças e jovens de agora, suas características, suas necessidades de alma, o papel dos responsáveis e o papel da escola neste novo contexto.

Essas orientações, esse suporte aos adultos é tão necessário e fundamental quanto para as crianças! Pois nós necessitamos de ajuda, necessitamos de boa orientação e entendimento das mudanças que veem ocorrendo no mundo e com a chegada das novas gerações cada vez mais peculiares. Nós precisamos estar preparados para dar o suporte que elas necessitam neste momento, a conduzi-las na busca e realização de seus propósitos e missão, dar espaço para que elas expressem o que verdadeiramente são, mostrar-nos a sua essência que é pura, de amor, de respeito e de cura!

Mas de que forma esse suporte aos adultos poderia ser feito?

Professores/Educadores:

Uma nova formação através de palestras, oficinas e vivências pedagógicas. Uma imersão no novo olhar pedagógico, considerando aspectos holísticos no processo de desenvolvimento do ser. Com práticas e dinâmicas que inspirem esse novo olhar e esse novo fazer, de acordo com os quatro pilares da educação: aprender a aprender, aprender a fazer, aprender a ser e aprender a conviver.

Pais, familiares e/ou responsáveis:

Um entendimento mais profundo sobre as novas gerações, o momento atual do mundo e da sociedade, através de palestras, rodas de conversas dirigida, dinâmicas pedagógicas que proporcionem aos pais/responsáveis um momento de interação e conexão com os pequenos e os adolescentes, (inclusive ser realizado junto com elas – as crianças),  uma troca de conhecimentos e esclarecimentos entre pais e professores/educadores, com o objetivo de alinharem ideias, propostas e ações educacionais em prol de um mesmo propósito comum, a construção de uma nova educação/orientação que visa o respeito, a plenitude, com bases sólidas no amor, no afeto, no equilíbrio, no conhecimento significativo e transformador. A co-criação e a manutenção do próprio Projeto Político Pedagógico (PPP) é um exemplo de construção e interação entre pais/responsáveis e educadores.

E para finalizar o post de hoje, não podemos esquecer de ouvir as crianças e os jovens! post_03Eles são as chaves que abriram as portas para esse novo mundo, eles nos apontaram o caminho que nos levará a todo esse entendimento que necessitamos e que com as ferramentas e posição que possuímos, saberemos conduzir as ações e movimentos de mudanças para que se instale as novas práticas sociais, educacionais e relações que tanto almejamos e necessitamos.

NAMASTÊ!!!

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Magda Silvana
    nov 14, 2016 @ 19:30:08

    Adorei Bruna muito boa tua postagem!

    Curtir

    Responder

  2. Trackback: NOVAS ESTRUTURAS PEDAGÓGICAS – PLATAFORMA VIRTUAL CONADI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: